quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

No Lapso do Tempo - 5

.



Atormenta-me.

Segue os meus passos, ilumina a minha luminosa escuridão, aproveita para nadar calmamente, cerra os olhos, coloca-os nas minhas mãos vazias, Escuta os meus lábios, olha as minhas mãos em concha aguardando uma hóstia invisível, escuta-os, não temo a morte, amo a vida, pois enquanto não naufraga o meu corpo, aproveito para nadar calmamente no tempo que nada significa.


[texto 2004, imagem 2006]

.

2 comentários:

Lily disse...

Lindo, pouco e lindo, o suficiente. Um pedido de preenchimento num corpo em esperança.

Um abraço,

Suzana/LILY

J Bar disse...

Great shot.
Sydney - City and Suburbs