quinta-feira, 24 de maio de 2012

Fronteira Quase - 10







«Porque
por essa porta
sobre a rugosa luz da tarde
terás ainda tempo
de pegar nos pés e meter-te a caminho,
sem raízes
a enredar-te os passos,
pois para a morte
não tens ainda palavras,
ainda não, ainda não, ainda não.»

A Porta, Eugénio de Andrade

[imagem: 2009]

.

2 comentários:

Eliana Mora [El] disse...

A ti, com Eugênio de companhia, sinto-me livre
em apenas dizer um 'oi'...


beijo da Eliana,
Leonardo

VerMent* disse...

Está aí uma maçaneta a qual, não quero por as mãos...