domingo, 6 de maio de 2012

# 40

.





«O sol é sempre o mesmo e o céu azul
ora  é azul, nitidamente azul,
ora é cinzento, negro, quase verde…
Mas nunca tem a cor inesperada.

O mundo não se modifica.
As árvores dão flores,
folhas, frutos e pássaros
como máquinas verdes.

As paisagens não se transformam
Não cai neve vermelha
não há flores que voem,
a lua não tem olhos
e ninguém vai pintar olhos à lua

Tudo é igual, mecânico e exacto

Ainda por cima os homens são os homens
Soluçam, bebem riem e digerem
sem imaginação.»
(...)

de Viver Sempre Também Cansa, José Gomes Ferreira

[imagem: 2012 - Minolta Dimage Z3]

.

5 comentários:

erin disse...

wow. wow.

xo
erin

Eyeliquor disse...

Very nice!

Lua Nova disse...

Ás vezes me pego pensando sobre essa inevitabilidade de viver num mundo estático... aí descubro que é minha ansiedade que redemuinha dentro da minha alma com tal fúria que não me deixa ver os movimentos perfeitos e harmônicos cá fora de mim...
Tenho lido comentários seus sempre inteligentes e sensíveis em blogs de amigos e vim pra te conhecer. Convido-o a conhecer meu blog e saborear um chocolate comigo.
Beijokas e seguindo...

Minimal disse...

Genial, me gusta mucho la composición, felicidades. :-)

Un saludo.

Monica disse...

Wow! I love this, Leonardo! Very well seen and captured!
Thanks for your nice comment:)
Have a wonderful weekend:)