sexta-feira, 6 de abril de 2012

# 30





«Um murmúrio de omissões, um cântico do ócio.
Eu vou contigo, voz silenciosa, voz serena.
Sou uma pequena folha na felicidade do ar.
Durmo desperto, sigo estes meandros volúveis.
É aqui, é aqui que se renova a luz.»

de Volante Verde, António Ramos Rosa

[imagem: 04.2012 - Minolta Dimage Z3]

.

8 comentários:

Solange Maia disse...

no silêncio e no nada há tanto, tanto, tanto...

e que a gente siga renovando nossa luz diante desses meandros...

beijão

Hugo disse...

Me gusta su fotografía y su expresión.
Saludos.

Minimal disse...

Preciosa imagen, muy bella y sugerente, me gusta mucho, enhorabuena.

Un saludo.

Remei disse...

Es un poema...preciosa imagen, encantadora.
Un calmante para el alma sus palabras.
Un abrazo.

ruma disse...

Hello, Leonardo B..

  Your heartwarming work provokes my impression.
  The passion for the art.  It is universal.

  Thank you visit to the garden of the cherry blossoms.
  The prayer for all peace.

Have a good weekend. From Japan, ruma ❀

erin disse...

paying very close attention - you cause me to want to take my time with every mouthful, every beam of light.

xo
erin

OceanoAzul.Sonhos disse...

E como é bom deixarmo-nos ir no silencio, a verdadeira felicidade, onde tudo se faz luz.

abraço Leonardo
cvb

Marty disse...

very beautiful in B&W !
wish you a nice day