terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

Fronteira Quase #2

.




«Não posso adiar
ainda que a noite pese séculos sobre as costas
e a aurora indecisa demore
não posso adiar para outro século a minha vida
nem o meu amor
nem o meu grito de libertação

Não posso adiar o coração.»

António Ramos Rosa


[imagem: 2008, Luzelos, Colmeal - trabalho retocado em Corel PhotoPaint]

.

8 comentários:

Jorge Leandro disse...

Já dizia Renato Russo: La vita é adesso.

enletrasarte(Omar) disse...

genial entrada saludos

chapiniki fotos disse...

Una foto preciosa, me encanta la luz y los tonos.

Saludos.

Hellag disse...

adorei este trabalho

eugenio vega disse...

muchas gracias por tú poema, muchas gracias por tú sensibilidad...

Dámaso disse...

Una imagen preciosa, parece una acuarela o un pastel.
Saludos

Sweet disse...

Tal como diz o Dámaso, parece uma aguarela em tons pastel.
Está absolutamente divinal.
Sigo-te. :)

Laura Rivera disse...

Me encanta toda esta serie, los suaves colores, las texturas... y en esta, esa rama con algunas hojitas la hace mi preferida!
Un abrazo