sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

[ausente em parte certa, as ruas - #4]

.




«De correr mundo as terras e os humanos
como paisagem que ante os olhos passa,
e às vezes percorrer umas e outros
nos breves intervalos entre duas viagens,
uma incerteza deixa que é diversa
da que se aprende no convívio longo:
quem se demora vê, sob as fachadas
ou as perspectivas de alta torre feitas
um gesto em que se mostra uma outra vida,
ou troca frases que desnudam crua
o que de interno ser sob as fachadas vive...»

de De Correr Mundo, Jorge de Sena


[imagem: 2009, Porto, retoque de desfocagem em Corel PhotoPaint]

.

2 comentários:

Ignacio Santana disse...

Hola, Leonardo!!!...muchas gracias por visitar mi blog, es un gran honor para mi, y por darme la oportunidad de conocer tu trabajo...profundas palabras y muy buenas fotografías!!!

Un abrazo!!! ;)

LauraAlberto disse...

Ainda melhor que as outras...
Apesar de quase todos a terem abandonado e terem partido para os shoppings, a cidade ainda vive. Através das suas pedras, calçadas, luz pálida, nevoeiro que sobre desde o rio.
Só é preciso chegar lá e deixar-se ir.

Obrigada por retratares a minha cidade!

Abraço
LauraAlberto